Carachi Paquistão

Capital do Paquistão até à construção de Islamabad, nos anos 60 do século XX, Carachi é ainda hoje a maior cidade do país, contando na sua área metropolitana com mais de 14 milhões de pessoas.

Numa cidade com estas dimensões e com o passado rico de Carachi, os locais de interesse são inúmeros, sendo certamente suficientes para manter um visitante entretido durante diversos dias.

Como seria de esperar a maioria localiza-se no seu centro histórico, mas na periferia há também locais dignos de visita e até algumas praias para relaxar junto ao mar.

Um dos elementos mais emblemáticos de Carachi é o mausoléu de Mohammad Ali Jinnah, considerado como o fundador da pátria paquistanesa. As suas linahs são simples, mas a isso associa-se a grandiosidade da estrutura, um enorme cubo com uma cúpula, tudo em mármore branco. de O Palácio Mohatta é outro local de visita obrigatória. Foi construído em 1925 por um príncipe hindu. Apresenta uma influência arquitectónica do Rajistão e actualmente é um centro de arte e um museu.

Também transformada em museu foi a casa do pai do Paquistão moderno, Muhammad Ali Jinnah, falecido em 1948.  Anteriormente conhecida como Flag Staff House, foi adquirida pel notável paquistanês em 1943. Depois da sua morte a sua irmã viveu ainda ali até 1964 e após essa data o imóvel caiu no abandono, tendo sido recuperado em 1985. A casa pode agora ser visitada, tendo um grande interesse histórico e arquitectónico e, com os jardins que a envolvem, é um oásis de tranquilidade. O seu design é de tal forma arrojado que é descrito como uma mistura de estilos veneziano, gótico e britânico.

Outro lugar a não perder é o Museu Nacional do Paquistão, instalado no famoso Frere Hall, um edifício construído em 1865 e assim chamado em honra de Sir Henry Bartle Edward Frere, comissário de Sind entre 1851 e 1859.

Os interessados em história militar, em aviões ou navios, terão a oportunidade de visitar o Museu da Força Aérea e o Museu Marítimo.

Quem aprecia mercados não deverá perder o Bazar da Imperatriz, em honra da rainha Vitória, imperatriz da Índia. É um espaço caótico onde tudo pode ser encontrado.